Destaques Saúde Últimas Notícias

A importância da doação regular de sangue

exame-de-sangue

Doar sangue é um ato de solidariedade. Há várias situações que a transfusão se faz vital, como nos pacientes vítimas de acidentes de trânsitos, nos casos de grandes queimaduras, de hemofílicos, anêmicos, dificuldades de coagulação sanguínea e outras circunstâncias de emergência, por exemplo. As transfusões são realizadas para aumentar a capacidade do sangue de transportar oxigênio, restaurar o volume sanguíneo do organismo, melhorar a imunidade ou para corrigir distúrbios da coagulação.

Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. Segundo dados do Ministério da Saúde são coletadas no Brasil, cerca de 3,6 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,8% da população doando sangue. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), é preciso aumentar este índice.

Em Pernambuco, a Fundação Hemope é uma organização de caráter científico, educacional e assistencial que está vinculada à Secretaria Estadual de Saúde, e está localizada na Av. Rui Barbosa, 375 – Graças – Recife, Fone/Fax: (81) 3182.4940. Além do Hemocentro Recife, unidade coordenadora da hemorrede estadual, o Hemope, através da Gerência de Interiorização, conta atualmente com dez unidades hemoterápicas alocadas por todo o estado de Pernambuco, que atendem à demanda de sangue de suas respectivas regiões, além de suprir as agências transfusionais das áreas de sua abrangência. Há unidades nos municípios de Limoeiro, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina, Ouricuri, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. Em Limoeiro, fica localizada na Rua Santa Terezinha, 174 – José Fernandes Sals, Fone/Fax: (81) 3628.8806.

doar-sangueQuem pode doar- Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue. Para fazer a doação é necessário levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação); estar bem de saúde; ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias; pesar mais de 50 Kg e não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Não pode doar- Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue (como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas), usuários de drogas e aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Deixe um comentário