Destaques Polícia Últimas Notícias

Mulheres são presas por fraude ao sacar dinheiro na Caixa Econômica

g1

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou, nesta segunda-feira (31), a prisão e autuação de duas mulheres que foram flagradas ao praticar crime de estelionato. As suspeitas, segundo a corporação, tentaram sacar R$ 10 mil de uma conta na Caixa Econômica Federal (CEF) na Zona Sul do Recife, usando documentos falsos.

De acordo com a PF, a ação ocorreu na quinta-feira (27), em uma agência da CEF localizada no bairro do Pina. Policiais militares foram acionados para evitar a fuga das suspeitas, que tinham acabado de retirar dinheiro da conta de outros titulares de forma fraudulenta

Conforme os relatos da Polícia Federal, por volta das 15h, as duas mulheres chegaram ao banco e solicitaram a retirada de dinheiro de uma conta. Uma das suspeitas, de 61 anos, alegou que precisava fazer o saque com urgência, mas estava sem o cartão.

Ela justificou que a transação deveria ser realizada com rapidez. Conforme a suspeita, o marido encontrava-se internado em uma Unidade de Terapia Intensiva em um hospital da capital. A outra mulher, de 40 anos, estava acompanhando a mais velha.

A princípio, os servidores da Caixa permitiram que a transação fosse feita. Ocorreram dois saques de R$ 5 mil, cada. A suspeita pediu para checar quanto tinha na conta. Ao saber que ainda contava com R$ 20 mil disponíveis, informou que voltaria no dia seguinte.

Segundo a PF, a fraude foi descoberta no momento da checagem das assinaturas. Os servidores notaram a diferença nas letras que estavam na guia de saque, apresentada pela mulher, e no cartão de autógrafo. Ficou comprovada também que a foto do cadastramento de titular não tinha nenhuma semelhança com a pessoa que acabara de retirar a quantia.

Ao ser flagrada, a mulher tentou deixar agência. Afirmou que providenciaria outros documentos para comprovar a titularidade da conta, mas acabou sendo detida, até a chegada de PMs.

acordo com a PF, três dias antes, a mesma mulher já tinha sacado R$ 1 mil, de forma fraudulenta. Ela foi até a mesma agência e apresentou identidade falsificada.

Diante do flagrante, as mulheres foram levadas para a sede da PF, na área central do Recife. Os agentes federais atuaram as duas suspeitas pelos crimes de estelionato e falsificação de documento público. Caso sejam condenadas, elas poderão pegar penas que variam de dois a 12 anos de prisão.

Após a autuação, as presas se submeteram a exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Lega (IML), na mesma região da cidade. Passaram pela audiência de custódia e estão à disposição da Justiça Federal.

Com as mulheres, a PF apreendeu três celulares e duas carteiras de identidade. Nos documentos, havia fotos das suspeitas, mas continham informações verdaeiras de reais correntistas da CEF.

No depoimento, a mulher mais nova alegou que a trama foi feita pela suspeita mais velha. Ele recebeu a oferta em dinheiro para colocar a foto em uma carteira de identidade falsa. Alegou desconhecer a origem dos documentos. A mulher mais velha não deu mais explocações aos agentes federais.

*G1Pe

Deixe um comentário