Polícia Últimas Notícias

Polícia Civil recebe reforço de delegacias móveis e lancha no combate à criminalidade

sds
O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, fez a entrega de seis delegacias móveis e uma lancha para a Polícia Civil, na sede da corporação, localizada na Rua da Aurora, área central do Recife.  Os equipamentos estavam desativados há três anos e foram restaurados para dar maior capacidade de investigações em todo o Estado. O valor do investimento foi de R$ 108 mil por parte do Governo de Pernambuco. A partir de agora, o Estado passa a contar com oito unidades móveis.
As unidades estão equipadas para executar as mesmas atividades de uma delegacia física da polícia. Duas vão atuar na Região Metropolitana do Recife, duas na Zona da Mata, duas no Agreste e duas no Sertão, contemplando todas as regiões do Estado. “Esse reforço é o compromisso do Estado com o combate à violência. Os equipamentos vão atender operações como ‘Força no Foco’ e ‘Verão’, que necessitam de uma estrutura móvel de fácil transporte e um policiamento mais ostensivo”, explicou o secretário Antônio de Pádua.
As unidades também serão utilizadas em grandes eventos do Estado e para auxiliar o atendimento à população. “A Polícia ganha musculatura na repressão aos crimes com essas novas unidades. Temos quatro diretorias, cada uma delas receberá duas delegacias móveis contando com quatro a cinco cartórios onde serão instruídos os inquéritos, sobretudo os de homicídios”,  ressalta o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle.
O delegado explicou ainda a importância dos equipamentos nas Operações Força no Foco: “as delegacias móveis irão fortalecer muito as ações que reúnem todas as forças de segurança  do Estado em um município escolhido, um esforço integrado durante 48 horas para combater a criminalidade”. Até agora, 60 municípios já receberam a Força no Foco, cerca de um terço dos municípios pernambucanos.
Plano de Segurança  - O Governo de Pernambuco realiza o maior  investimento em segurança pública da história. Serão R$ 290,8 milhões destinados a ações de combate à criminalidade até 2018. Sendo R$ 150,8 milhões investidos na renovação e ampliação de frotas e equipamentos, além do recurso (R$140 milhões) destinado ao aumento do efetivo policial. Até o início do próximo ano, 4.500 novos policiais civis militares e bombeiros estarão nas ruas.

 

Deixe um comentário