Entretenimento Turismo

Belezas naturais e atrações culturais são destaques de Serra Talhada

Serra_Talhada_-_Pernambuco_-_Brasil

Paulo Ferreira- Um dos municípios mais importantes de Pernambuco, e o segundo maior do Sertão, Serra Talhada apresenta boas condições para o turismo cultural, o ecoturismo, o turismo de aventura, o turismo religioso, o fotográfico, o científico e o histórico. Os atrativos em destaques são a gastronomia, com deliciosa culinária local, regional, nacional e internacional, a sua riqueza cultural e belas paisagens naturais. Entre as belezas da sua natureza se sobressaem uma montanha formada como se fosse talhada a prumo, a vegetação típica da caatinga, o majestoso Rio Pajeú, 64 riachos, 26 lagoas, seis açudes e algumas barragens.

A vegetação permite a abertura de trilhas ecológicas, corridas de aventuras, pegas de bois, estudos científicos, observação de pássaros e o turismo fotográfico. A “serra talhada”, que fica a poucos metros do centro da cidade, encanta os visitantes. Para os amantes do ecoturismo e do turismo de aventuras há trilhas que levam ao topo da montanha, onde se pode ter uma visão panorâmica da cidade e do Vale do Pajeú. A formação rochosa é propícia à prática de esportes como o rapel e a escaserra-talhadalada. Serra Talhada é conhecida como “A Capital do Xaxado”, dança criada pelo bando de cangaceiros de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, filho da terra. A história do município, marcada por lutas e religiosidade, é uma das mais ricas do Estado.

Especialistas em turismo e historiadores afirmam que Serra Talhada “é um verdadeiro museu a céu aberto”. O povo do lugar sabe na ponta da língua causos e fatos dos bravos sertanejos que povoaram os sertões do Nordeste, assim como a história dos bandoleiros nômades que andavam na região provocando admiração, medo e morte às populações. A cidade originou-se da Fazenda Pedra Talhada, em 1700. Passou a chamar-se de Vila Bela, quando foi emancipada do município de Flores. Em 1939, voltou a se chamar Serra Talhada, por decreto de um de seus filhos ilustres, o ex-governador de Pernambuco, Agamenon Magalhães.

Hoje, Serra Talhada é o 4° polo médico do Estado, além de polo comercial e educacional do Sertão. O município faz parte da Rota do Cangaço, circuito histórico-cultural das cidades por onde circulavam vários bandos de cangaceiros, um mergulho na mitologia nordestina. Serra Talhada tem uma posição geográfica estratégica e privilegiada: no centro de Pernambuco e no cruzamento de rodovias para a Bahia, Ceará e Paraíba. Distante 415 km do Recife e com acesso pelas rodovias BR-232 e Pes- 320, 365, 390 e 418. A cidade tem povo acolhedor, bons hotéis e pousadas.

igrejaAlgumas dicas de passeios – No centro da cidade: igreja-matriz de Nossa Sª da Penha, construção monumental em estilo neoclássico e uma das mais belas do Estado; igreja de Nª Sª do Rosário, pequena e bela capela que foi construída por mão escrava, no século XVII e que ao seu redor surgiu o município; Casa da Cultura de Serra Talhada, antiga construção que abriga peças de toda a história do município; edificações imponentes e históricas; Museu do Cangaço, localizado na antiga estação ferroviária, onde existe uma cidade cenográfica com casas de madeira e de barro e ocorrem apresentações culturais. Lá, encontram-se peças que contam a história de Lampião.  Outras atrações são: a Casa do Artesão, chamada de Concha Acústica, que apresenta grande número de peças artesanais feitas por 111 artistas da terra. Os produtos do artesanato, que incluem bordados e crochês, são confeccionados com madeira, cerâmica, biscuit, pedras, couro e outros produtos.  O Parosi Ateliê, com peças do artesão, como painéis, quadros e objetos que representam a vida nordestina. Além de cerâmica, o artista faz quadros em couro queimado, esculturas de barro e pedra e móveis de papelão. Mirantes, o Rio Pajeú, açudes, como o Jazigo e o Cachoeira, sítios em áreas rurais, e o shopping Serra Talhada tornam o município um lugar de muitos atrativos para turistas e visitantes.

Deixe um comentário