Destaques Economia Últimas Notícias

Haras do Planalto apresenta o melhor da raça Campolina

O Haras do Planalto, às margens da BR 408, Bairro Novo, Carpina, é um dos criatórios de cavalos da raça Campolina em Pernambuco. De propriedade de João Borba, o espaço contém animais que são referência na região no quesito genética. É o caso do garanhão Almadem do Trio, reconhecidamente um dos melhores cavalos da raça Campolina em Pernambuco.

Tanto Almadem quanto outros animais do haras são fornecedores de embrião. Almadem é pai da Grande Campeã Nacional, Camila da Marcha. O plantel de João Borba conta também com a égua Uberaba do Rancho Sobrado, outra referência do Haras do Planalto.

“Na nossa região, o cavalo Campolina está presente em Carpina, Limoeiro, Tracunhaém, Chã Grande, São Lourenço e Recife”, explica João Borba, que é associado ao Clube Nordestino e Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina.

O criador optou pelo Campolina, por ser um cavalo dócil, de porte físico bem apresentável e de marcha elegante. A raça pega o andamento de marcha picada e batida.

Borba tem participado de competições nacionais e locais com o Campolina. Já foi a Minas Gerais, Feira de Santana (BA), Crato (CE), Maceió (AL) e Recife-PE.

Nessas participações tem visto resultados. A égua Natura do Monte Real foi Reservada Campeã Nacional. O cavalo Camaro, do Haras Planalto, conquistou o título de Campeão Pernambucano.

 

Histórico da raça – Em 1870, Cassiano Campolina ganhou do Imperador D. Pedro II a égua Medeia. Ela estava prenhe de um garanhão Andaluz e desse acasalamento nasceu Monarca, cavalo que na fazenda do Tanque (foto) contribuiu decisivamente na formação da raça Campolina.

Cassiano começou seu trabalho, objetivando criar cavalos de grande porte, ágeis, resistentes e de beleza inigualável. Para isso, cruzou e selecionou raças de cavalos, como Puro Sangue Inglês, Anglo-Normando e animais de origem ibérica.

Um dos herdeiros de Cassiano, o Tenente Coronel Joaquim Pacheco de Resende e sua família, cumpriu o seu legado, criando, selecionando e aperfeiçoando a raça Campolina. Na década de 1930, foi criado o Consórcio Profissional Cooperativo dos Criadores da Raça Campolina, liderado por Paulo Rocha Lagoa, Joaquim Resende, Waldemar Urbano, Cel. Américo de Oliveira, Cel. Gabriel Augusto de Andrade, Bolívar de Andrade, Antonio Dutra, Herculano de Abreu, Renato Pereira Sobrinho, Ascânio Diniz e tantos outros.

A Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina foi fundada em 1951, com sede em Belo Horizonte, tendo como seu primeiro Presidente o criador Bolívar de Andrade, da Fazenda Campo Grande, situada no município de Passa Tempo, Minas Gerais. Hoje, todos os criadores da raça são responsáveis pela continuidade dessa história, que ganha mais admiradores e se consolida a cada ano.

 

Haras do Planalto – BR 408, Bairro Novo – Carpina/PE

Vendas de coberturas

Embriões

Animais

(81) 9 9985-5563 / 9 9688-6209

Deixe um comentário