Destaques Regional Turismo Últimas Notícias

Maracatu Feminino Coração Nazareno abre Encontro dos Maracatus de Nazaré da Mata, nesta segunda-feira,27

maracatu

Nesta segunda-feira de Carnaval, (27.02), o Maracatu de Baque Solto Coração Nazareno, da Associação das Mulheres – Amunam, realiza, às 8h, a abertura oficial do tradicional Encontro dos Maracatus de Baque Solto, em Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte do Estado.  O grupo é o único na história da cultura popular do Brasil, formado exclusivamente por mulheres.

Este é o 14º ano consecutivo, em que o grupo realiza a abertura do evento, desde que foi fundado, em 08 de março de 2003 – Dia Internacional da Mulher.  Inicialmente, o maracatu se concentra na Praça Escrava Ana Rosa, bairro do Juá, e de lá, segue em cortejo até a Praça João XXIII, Centro de Nazaré da Mata, onde realiza uma apresentação no palco montado em frente à igreja de Nossa Senhora da Conceição.

A grande novidade deste ano, é que o maracatu vai ter à frente a estreia de duas professoras de escolas públicas; uma como mestra e a outra como contra-mestra . A primeira delas é a professora, Cristiane Mota, de 35 anos, que ocupa o lugar de mestra. Na segunda voz, a outra professora e contra-mestra, Cristina Serafim, de 42 anos.

O grupo,

​busca​

valorizar os direitos das mulheres e o protagonismo feminino na cultura, traz neste ano, os versos improvisados pela mestra e contra-mestra,  assuntos vivenciados em sala de aula para o palco do carnaval, no tocante aos direitos da mulher, como enfrentamento à violência de gênero e o assédio sexual contra mulheres, além de outros temas sociais,meio ambiente, saúde, cultura.

O Maracatu Coração Nazareno é Ponto de Cultura desde 2009. Recentemente, foi reconhecido pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura com duas premiações, como uma manifestação de transformação e empoderamento feminino, além dá relevante contribuição prestada a história da cultura  do país.

Neste Carnaval, o Coração Nazareno vai percorrer sete cidades pernambucanas. São elas: Recife e Olinda, na Região Metropolitana; e São José da Coroa Grande, Nazaré da Mata, Vicência, Buenos Aires e Lagoa de Itaenga, no interior de Pernambuco.

Programação:

24.02 – Sexta-feira, às 15h, São José da Coroa Grande;

26.02 – Domingo, às 14h, Buenos Aires;

27.02 – Segunda-feira, às 8h, abertura do Encontro dos Maracatus de Baque Solto, em Nazaré da Mata; às 10h na cidade de Vicência;

28.02 – Terça-feira, às 10h30, Lagoa de Itenga; às 16h, no Recife, polo do bairro do Ibura de Baixo.

 

História - Historicamente, o Maracatu de Baque Solto ou Maracatu Rural, como é conhecido, surgiu entre fins do século XIX e início do XX, quando homens cortadores de cana-de-açúcar da região da Zona da Mata Norte, utilizavam-se da fuligem da cana para se pintarem e dos galhos da cana- de- açúcar, para fazerem suas lanças, e assim festejarem o carnaval nos terreiros das antigas casas dos engenhos.

Diante dados históricos em que apenas os homens faziam a folguedo popular e a mulher era excluída por ser atribuída como atrasado e cheias de mau-​olhado à brincadeira, a Associação das Mulheres de Nazaré da Mata – (Amunam), na contramão do machismo, idealizou o maracatu apenas de mulheres: Maracatu Feminino Coração Nazareno.

Em meio aos mais de 120 grupos de Maracatus de Baque Solto existentes, atualmente, em Pernambuco, o Maracatu Feminino Coração Nazareno, – que em 2014, tornou-se Patrimônio Imaterial do Brasil -, se destaca pela valorização e o protagonismo feminino.

Nele, às mulheres ocupam lugar de destaque e o que ela quiser, seja como caboclas de lança, reis, rainhas, mestras, contramestras, príncipe, princesas, dentre outras personagens.

Ao longo de todo esses anos de trajetória, o grupo tornou-se Ponto de Cultura, gravou dois CD’s, além de ter sua história contada em livros e no cinema.

Deixe um comentário